Luz para a inteligência, Calor para a vontade

sábado, 23 de abril de 2016

Mãos de ferro!

Mãos de ferro!

Não deixe que uma lesão o impeça de continuar a treinar. Minimize os estragos em tempo recorde. Faça assim...


Corte profundo

Causas típicas
Cozinha, trabalhos de bricolage, vidros partidos…

Resposta imediata
Lave o corte com água e sabão. Depois, pressione com um pano limpo. Se o sangue parar, o corte tiver uma profundidade reduzida e conseguir mexer e sentir a mão, é provável que não necessite de um médico.


Dedo entalado

Causas típicas
Martelo, porta do carro…

Resposta imediata
Coloque gelo durante 20 minutos a cada hora durante umas 10 horas. Se acumular sangue debaixo da unha, o médico poderá ter que perfurá-la. Se a ponta do dedo estiver a latejar, poderá ter danificado um osso ou tendão. Vá ao hospital.


Assaduras

Causas típicas
Queda no futebol, acidente de bicicleta, horas intermináveis na consola de videojogos…

Resposta imediata
Limpe a ferida com sabão, seque-a e coloque uma pomada antibiótica. De seguida, tape a zona com uma ligadura ou penso transpirável. Se não tiver um aspeto “feio”, talvez não precise ir ao médico.


Dedo deslocado

Causas típicas
Basquetebol, futebol, ténis…

Resposta imediata
Com cuidado, tente colocar o dedo novamente direito para minimizar a dor e reduzir as possibilidades de uma lesão permanente. Depois, coloque gelo e vá ao hospital para comprovar se os ossos estão todos no sítio.


Entorse num dedo

Causas típicas
Basquetebol, futsal, voleibol…

Resposta imediata
Se tem que continuar a jogar, imobilize o dedo com fita adesiva. Depois, descanse 36 horas e coloque gelo durante 20 minutos a cada quatro horas. É normal que fique inchado durante alguns dias.


Fratura de pugilista

Causas típicas
Um murro numa parede…

Resposta imediata
Mantenha a mão elevada e coloque gelo durante 20 minutos a cada hora até a dor passar. Se existirem contusões, inchaço ou dor aguda durante mais de 24 horas, vá ao hospital. Equanto ao mito “se posso mexer é porque está bom”? Nada mais errado!


Fonte: http://www.menshealth.com.pt/sa%C3%BAde/artigo/maos-fortes

Nenhum comentário: